8 de jun de 2008

Loggerheads

Na praia de Kure, Carolina do Norte, próximo ao novo milênio um lindo e loiro desconhecido, Mark, chega na cidade. Ele veio para assisir às tartarugas em sua longa caminhada para colocar seus ovos na praia usando óculos especiais para a noite. Mark encontra-se com George, um amigável proprietário de motel, que lhe oferece um lugar para ficar. Na pequena cidade de Eden a esposa de um ministro é forçada a confrontar o preconceito do seu marido em defesa de seu filho que se assumiu gay. Através do estado, Grace, uma agente de aluguel de carros do aeroporto que vive com sua mãe, larga seu trabalho e sai em busca de resposta para uma antiga pergunta: enfrentar as barreiras legais que a mantêm longe do filho que ela deu para adoção quando era uma adolescente. Estas três estórias, aparentemente sem conexão, convergem para o Dia das Mães de uma maneira muito confidente. Mas as crianças estão ausentes. Loggerheads é delicado e sutil, com encantadora cinematografia e um elenco estelar. O amor, os relacionamentos, o poder da conexão e a dor das separações são os temas elegantemente abordados com eficaz força emocional .

Um comentário:

Deixe aqui sua opinião!